19 C
Lagoa Dourada
Início COVID-19 Ministério da Saúde estuda aquisição de outras vacinas contra COVID-19

Ministério da Saúde estuda aquisição de outras vacinas contra COVID-19

Representantes de quatro grupos devem apresentar ao Ministério da Saúde propostas sobre o fornecimento da vacina contra o COVID-19, durante esta semana. Eles são as estadunidenses Pfizer e Johnson & Johnson, o Instituto Gamaleya da Rússia, criador da Sputnik V, e a Bharat Biotech, da Índia. Este último trabalha na pesquisa da Covaxin.

As três primeiras drogas têm apresentado cerca de 90% de eficácia contra o vírus. Já o medicamento indiano entrou recentemente na terceira fase de testes. Porém, nenhuma aquisição será feita até que estudos comprovem sua eficácia, e elas sejam aprovadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

Segundo informações do Estado de São Paulo, repassadas pela Itatiaia, a primeira reunião, com a Pfizer, acontece hoje (17). O governo ainda não firmou nenhuma aquisição com as empresas que desenvolvem o antivírus. Contudo, o presidente Jair Bolsonaro vetou a compra da Coronavac, desenvolvida pela chinesa Sinovac.

Ao todo, o ministério tem acompanhado 270 pesquisas relacionadas à vacina contra o coronavírus. Atualmente, a maior aposta do governo é no medicamento britânico, desenvolvido pela Universidade de Oxford (Reino Unido) e o laboratório AstraZeneca. Foram investidos R$ 2 bilhões no projeto, com o retorno de 100 milhões de doses, e a possibilidade de produção independente pela Fiocruz.

Os planos do ministério são de iniciar a distribuição no primeiro semestre de 2021. Serão priorizadas as pessoas nos grupos de risco, “que serão definidos pelos aspectos epidemiológicos, de eficácia e de segurança da vacina a ser utilizada”, conforme nota divulgada pela Saúde.

Comentários

Online agora

Visitas até hoje

  • 172.540