26 C
Lagoa Dourada
Início Cidade Cuidado: época de reprodução de escorpiões

Cuidado: época de reprodução de escorpiões

A Prefeitura Municipal, junto ao setor de Vigilância Epidemiológica, emitiu hoje (6) um alerta para o aumento de escorpiões na região. Isso porque a população destes invertebrados aumenta nesta época do ano, e seu veneno pode causar grandes estragos.

A publicação nas redes sociais da administração municipal aponta que, segundo o Ministério da Saúde, não existe dedetização eficaz contra os escorpiões. Qualquer tentativa de eliminar os aracnídeos pode fazer com que eles migrem, sem causar mortes da espécie.

Por esse motivo, foram divulgadas oito dicas para evitar acidentes com estes bichos:

Imagem: Instagram/ Prefeitura de Lagoa Dourada.

Além do lixo abrigar os escorpiões, ele também é lar de insetos, como baratas, que fazem parte de sua dieta. Por isso, é importante manter os locais limpos, principalmente próximo das casas.

Ao procurarmos a Secretaria de Saúde, fomos informados que o período de outubro até março apresenta maior proliferação destes seres. Esta época é característica pelo clima chuvoso e de calor.

O veneno dos escorpiões pode ser letal, sobretudo para crianças, idosos e pessoas com baixa imunidade. Caso você encontre um destes, entre em contato com o agente epidemiológico da sua região, ou fale com a Secretaria Municipal de Saúde, no 3363-1177.

Venenoso ou não?

Todo escorpião leva consigo uma toxina dentro de seu ferrão. Mas como saber se ela é poderosa o suficiente para representar um risco à sua saúde?

Em Minas Gerais, há duas espécies predominantes: o preto (Tityus bahiensis) e o amarelo (Tityus serrulatus). Este último representa um risco ainda maior, pois ele é mais peçonhento.

A picada causa uma dor intensa no local e formigamento. Em casos mais graves, ela pode levar a náuseas, vômitos, transpiração intensa, aumento da frequência cardíaca e da pressão arterial, agitação, salivação e tremores, podendo levar ao óbito.

O tratamento deve ser feito com aplicação do soro antiescorpiônico, que combate os efeitos nocivos. A medicação deve ser inoculada o quanto antes, para minimizar os efeitos negativos. Também é recomendado que a pessoa não se movimente muito, para que o sangue não se agite e espalhe a toxina pela corrente sanguínea.

De modo geral, escorpiões que possuem as pinças mais finas e rabos mais longos, como os das imagens abaixo, são os que carregam o maior veneno. Já os que possuem pinças largas e rabos curtos não têm o mesmo poder destrutivo. De qualquer forma, o melhor é evitar o contato com estas criaturas e acionar os órgãos competentes.

Escorpião preto. Imagem: Fiocruz.
Escorpião amarelo. Imagem: Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul.

Comentários

Online agora

Visitas até hoje

  • 245.024